Como tomar banho de ervas na Umbanda e despachar as ervas? Parte 5

Como tomar banho de ervas e em seguida despachar as ervas de acordo com a Umbanda? Saiba tudo neste artigo da série sobre banhos ervas.

Continuando nossa série de artigos sobre banho de ervas na Umbanda falaremos agora como tomar o banho e retornar com as ervas à natureza.

Como tomar banho e despachar as ervas

Tomar banho de ervas da cabeça aos pés?

Essa é uma das dúvidas mais comuns entre as pessoas que desejam tomar um banho de ervas, mas não sabem como proceder em relação a sua aplicação. Eu costumo dizer, em tom de brincadeira, que não tiro a cabeça para tomar banho, mas, isso é brincar carinhosamente com um assunto sério, portanto, vamos aos fatos.

O chacra coronal, que está no alto da coroa mediúnica, centralizando toda a força espiritual do indivíduo, deve ser tratado com respeito e reverência, pois abriga nossa essência espiritual ancestral.

Utilizar repetidamente certos elementos nesse chacra tão sensível pode trazer distúrbios, mas em pequenas doses, até mesmo os venenos podem ser benéficos, pois tratam certos problemas que outros remédios mais brandos não conseguem resolver, portanto, tudo é questão de bom senso e medida.

Mesmo assim, algumas pessoas optam por não tomar determinados banhos na cabeça, como os banhos de descarrego, por exemplo.

Meus guias sempre instruíram tomar o banho de descarga da cabeça aos pés e, em seguida, equilibrar a cabeça com uma erva morna ou fria.

Caso o banho seja apenas de ervas mornas ou frias podemos tomar da cabeça aos pés, sem medo de errar.

A mudança na regra vale quando for praticar um ritual específico, ou for instruído por uma entidade ou sacerdote a fazer de forma diferente.

Se você frequenta um terreiro de santo deve seguir os preceitos da casa, e fazer exatamente como seu pai ou mãe de santo indicam.

Banho deve estar em qual temperatura? Frio, morno ou quente?

A temperatura do banho de ervas é outro ponto de dúvida.

Banho de ervas não deve ser tomado em uma temperatura muito alta, pois poderá causar queimaduras e desconforto para a interação com a energia espiritual desejada.

Eu não acredito ser necessário tomar um banho muito frio, como é solicitado em algumas casas de santo, com exceção de alguns rituais muito específicos.

Eu penso que o banho deve ser tratado com algo que envolva e acolha o indivíduo e seu espírito, portanto; o banho mais morno a quase frio é o ideal para o tratamento espiritual. Mas, se na doutrina ensinada por seu líder espiritual prega outra regra, você deve seguir o que a sua casa indica.

Como despachar as ervas usadas no banho?

As ervas usadas para fazer um banho são coadas antes da aplicação no corpo, e podem ser descartadas na natureza após o banho, caso você tenha acesso a isso.

Mas quando a pessoa não tem acesso a uma mata ou rio para fazer esse descarte, pode tranquilamente fazê-lo no lixo orgânico, que é o destino final daquilo que não terá mais utilidade prática, contribuindo assim para não poluir nenhum local quando for despachar suas ervas.

Algumas vertentes da Umbanda reutilizam as ervas do banho deixando-as secar e queimando-as posteriormente como defumador.

Acredito que nesse caso, funcione melhor com as ervas de banhos de descarrego, por exemplo, pois contêm ervas quentes e mais potentes, que ainda tem certo poder energético mesmo depois de fervidas ou maceradas para o banho.

Dessa forma; o descarte das cinzas dessa defumação também pode ser feito no lixo orgânico.

Leia todos os artigos da série sobre banho de ervas da umbanda

Banho de ervas na Umbanda – Pequeno guia prático com dicas simples – Parte 1

Os melhores dias e horários para tomar banhos de ervas da Umbanda – Parte 2

Como usar as ervas do banho na Umbanda? Parte 3

Como consagrar o banho de ervas na Umbanda – Parte 4

Como tomar banho de ervas na Umbanda e despachar as ervas? Parte 5

Gestantes e crianças podem tomar banho de ervas da Umbanda ? – Parte 6

Precisa de orientação espiritual?

Consulta espiritual

Você tem questionamentos afligindo sua vida, e precisa de respostas das entidades para tomar decisões importantes? Faça hoje mesmo uma consulta espiritual com a sensitiva Glaucia Carvalho e receba orientações dos guias da Umbanda para resolver seus problemas.

Você pode também solicitar a identificação das entidades que regem seus caminhos pela Cabala dos Orixás, e ficar sabendo com detalhes todos os regentes da sua espiritualidade.

A consulta vai revelar seus orixás regentes (orixá principal, ajuntó e orixá familiar) além das entidades (Exú e Pombagira, Pretos Velhos, Caboclos e Ciganos).

Glaucia Carvalho tem mais de 30 anos de desenvolvimento como umbandista sensitiva, e vai responder através dos guias de luz, a todas as questões que estão afligindo sua vida.

Faça hoje mesmo sua consulta.

Siga-me nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *