Chacras

Chacras ou Xacras, também conhecidos como Chakras, segundo a filosofia iogue, são canais dentro do corpo humano (nadis) por onde circula a energia vital (prana) que nutre órgãos e sistemas.

Existem várias rotas diferentes e independentes por onde circula esta energia. Os chacras são os pontos onde essas rotas energéticas estão mais próximos da superfície do corpo.

Imagine que os chacras são uma lâmpada com uma tomada do lado. Eles tanto indicam a quantidade de energia naquele sistema específico como podem ser usados para recarregar a energia do sistema. Existem muitos canais e uma grande divergência quanto ao número exato. Algumas linhas afirmam existir 32, outra 114 e ainda 88.000 – sendo que todos aceitam que os principais são sete chacras.

Na Doutrina Espírita os chacras são chamados de Centro de Força.

A palavra chacra vem do sânscrito e significa “roda”, “disco”, “centro” ou “plexo”. Nesta forma eles são percebidos por videntes como vórtices (redemoinhos) de energia vital; espirais girando em alta velocidade, vibrando em pontos vitais de nosso corpo. Os chacras são pontos de interseção entre vários planos e através deles nosso corpo etérico se manifesta mais intensamente no corpo físico.

Os Vedas (5.000 a.C.) contêm os mais antigos registros sobre chacras de que se tem notícia. Quando foram escritos, o Yoga já sistematizava o conhecimento e o trabalho energético dos chacras.

Os 7 principais chacras

São sete os principais chacras, dispostos desde a base da coluna vertebral até o alto da cabeça e cada um corresponde à uma das sete principais glândulas do corpo humano.

Cada um destes chacras está em estreita correspondência com certas funções físicas, mentais, vitais ou espirituais. Num corpo saudável, todos esses vórtices giram a uma grande velocidade. Permitem, assim, que a “prana“, flua para cima por intermédio do sistema endócrino. Mas se um desses centros começa a diminuir a velocidade de rotação, o fluxo de energia fica inibido ou bloqueado; e disso resulta o envelhecimento ou a doença.

Os chacras são conectados entre si por uma espécie de tubo etérico (Nadi) principal chamado “Sushumna“; ao longo do eixo central do corpo humano. Por esse canal principal dois outros canais alternados “Ida” que sai da base da espinha dorsal à esquerda de Sushumna e “Pingala” à direita ( na mulher estão invertidas estas posições ).

Os Nadis conduzem e regulam o “Prana” (energias yin e yang) em espirais concêntricas. Estes Nadis são os principais, entre milhares, que percorrem todo o corpo em todas as direções, linhas meridianos e pontos. Para os hindus os Nadis são sagrados. É por meio da “Sushumna” que o yogi deixa o seu corpo físico, entra em contato com os planos superiores e traz para o seu cérebro físico a memória de suas experiências.

CONFIRA TAMBÉM

São Francisco de Assis – Oração em video no dia 04 de outubro – Nascido em 5 de julho de 1182 e falecido em 3 de outubro de 1226, foi um frade católico italiano que voltou-se a vida religiosa fazendo voto de absoluta pobreza.

O número do destino, o número mais importante dentro da numerologia – O número do destino, o número mais importante dentro da numerologia, pois representa o seu caminho de vida e descreve a natureza da trajetória que você tende a fazer através da vibração daquele número.

Conheça um pouco mais sobre o Tarô Cigano e o significado dos naipes das cartas – O Tarô Cigano é composto por 36 cartas e suas figuras têm significado psicológico e cósmico. As cartas do tarô cigano representam as forças vivas da natureza e ilustram situações do cotidiano. As cartas ciganas são um oráculo que ajuda a desenvolver a percepção; com interpretações feitas através da intuição e da observação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *