Wicca: aprenda mais sobre esta religião mística e seus preceitos

Wicca é uma religião moderna, mas baseada em rituais pagãos antigos, e também pode ser chamada de bruxaria. As crenças wiccas fazem parte do neopaganismo; na qual se enquadram os grupos que acreditam em crenças europeias anteriores ao cristianismo, como a religião celta.

O nome Wicca teria origem no inglês antigo, e seu significado representa o homem que pratica bruxaria. Enquanto que wicce é a palavra no feminino para identificar a mulher que tem as mesmas crenças e práticas. O termo bruxaria em inglês é witchcraft, e modernamente as bruxas são identificadas como witch e os bruxos, wizards.

Os seguidores da Wicca chamam a si mesmos de bruxos e bruxas. Mas devido ao preconceito relacionado a estes termos, passaram a utilizar também a palavra “wiccanos”.

Parte da má fama da Wicca dá-se à confusão de que seriam uma seita satanística, de adoradores do diabo, ligando a bruxaria exclusivamente à magia negra. O que ocorre é que os cultos da Wicca não são dedicados ao demônio, e se quer existe o conceito de inferno e diabo como na teologia cristã.

Entre os símbolos da Wicca, o principal é o pentagrama Wicca, que é formado por uma estrela de cinco pontas inserida em um círculo. Cada ponta representa um elemento da natureza (ar, terra, fogo e água), além do espírito. O pentagrama é utilizado em forma de pigentes pelos wiccanos e funciona também como uma forma de identificação entre os seguidores.

Os seguidores da Wicca não sacrificam animais. Eles se identificam como devotados à natureza, e portanto não poderiam oferecer aos Deuses sacrifícios animais em nome da mesma. Existem as oferendas, mas estas são de elementos como frutas, vinhos e flores.

Para os seus seguidores, a Wicca, ou chamada “a arte”, é a religião do amor e da alegria, que entre suas crenças está a relação das pessoas com a natureza. A figura feminina é muito importante para a bruxaria, por se tratar da personificação a mãe natureza. É a maior força do universo, quem dá a vida e mantém tudo o que existe.

Para a Wicca, as pessoas pertencem à natureza, e não ao contrário; e os animais e elementos naturais todos seriam relacionados com as pessoas, como irmãos.

Os rituais Wiccas são utilizados como forma de reestabelecer esta relação com a natureza, e acontecem de acordo com os ciclos da lua ou mudanças de estações. Os feitiços na Wicca acontecem junto aos rituais, e nunca visam o mal de outra pessoa. São sempre feitos para o bem, para conjurar amor e alegria.

Entre as crenças wiccanas, existe a chamada “Lei Tríplice”, que entende que qualquer coisa que alguém deseje para a outra deverá voltar em triplo para si. E que, portanto, devemos só desejar coisas boas, para receber o bem de volta.

A religião Wicca é politeísta, existindo mais de um deus a ser reverenciado. Entre as várias linhas e/ou interpretações das crenças Wicca; ao menos duas divindades são comuns: a Deusa, que é a representação da Terra e da Lua; e o seu consorte, o Deus Cornífero (Deus dos Chifres), que é o Sol e os animais.

Os dois deuses se complementam e mantém o equilíbro do universo, com uma ideia semelhante ao yin e yang do Taoísmo.

Não existe um livro sagrado da Wicca. O que existe é o chamado Livro das Sombras, mas que é como um diário do seguidor, de forma personalizada. Não é um conjunto de normas e histórias como encontramos no Alcorão ou na Bíblia.

VEJA TAMBÉM

Curiosidades sobre o Halloween: confira seus mitos e origem – Hoje em dia pode soar esquisito, mas o Halloween surgiu para espantar fantasmas. Uma antiga crença dos povos celtas dizia que as pessoas mortas durante o ano voltavam na noite de 31 de outubro e tentavam possuir os vivos.

Poderosa simpatia da Lua Cheia para atrair um novo amor – Esta simpatia da Lua Cheia um ritual antigo e poderoso para usar o poder da Lua para atrair um novo amor, forte e verdadeiro. Faça-o numa noite de Lua Cheia, de preferência.

O poder e a influência da Lua cheia em nosso dia-a-dia – A Lua Cheia está ligada à imagem maternal, à mulher em toda a sua plenitude; ao potencial pleno da força vital. Ela corresponde ao crescimento e amadurecimento de todas as coisas, ao ponto culminante de todos os ciclos, à semente germinada. É uma fase especialmente benéfica, trazendo saúde e vigor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.