Intuição: o caminho do inconsciente para o mundo consciente

Ninguém pode nos garantir que, por seguir nossa intuição, vamos tomar as decisões mais acertadas. No entanto, o que conseguimos é um aspecto de igual importância; atuar de acordo com nossas essências, valores, emoções e julgamentos feitos de acordo com nossas experiências anteriores. Damos um passo rumo ao adequado equilíbrio interior.

Vários estudos demonstram como agentes da bolsa, médicos, psicólogos, publicitários, mecânicos ou donas de casa são capazes de tomar decisões certas em poucos segundos. Estaríamos, então, diante de um tipo de poder que vai mais além das capacidades psíquicas ordinárias?

Características essenciais da intuição

A intuição faz parte do que é conhecido como inconsciente adaptativo. Cada coisa aprendida, sentida, interiorizada, pensada e experimentada cria um poço de sabedoria única e particular que nos define. É nossa essência, é um capital mental que usamos quase sem nos darmos conta dele a cada dia.

O poder da pessoa intuitiva reside em saber usar esse capital como canalizador. O bom intuitivo saberá separar todos os galhos do bosque para encontrar o caminho diante da encruzilhada. Porque decidir, no final, é a arte de descartar, e acreditemos ou não, a intuição é uma ferramenta formidável para isso.

Como desenvolver nossa inteligência intuitiva

Antes de saber como podemos potencializar nossa inteligência intuitiva, é possível que você se pergunte por que deveríamos fazê-lo e qual a utilidade que essa inteligência tem. Bem, para isso temos que lembrar como funciona a inteligência tradicional, que faz uso da reflexão e do processamento mais lógico.
Sabemos que existem muitos tipos de inteligência e que todas são igualmente úteis. A inteligência intuitiva, por sua vez, vai nos permitir aflorar nossa consciência e nossas emoções para podermos tomar decisões mais rápidas, ou nos permitir dispor desse outro tipo de informação mais íntima nossa, para poder contrastá-la com um ponto de vista mais racional e convergente.

Dicas para desenvolver a inteligência intuitiva

A intuição é mais sentida do que pensada. Por isso, é preciso saber escutar nossas emoções, entender o que acontece em nosso mundo interior para encontrar a calma e o equilíbrio.

  • Uma vez que consigamos controlar e entender nossas emoções, nos permitiremos pensar “em Zen”, ou seja, alcançar um estado mental de calma profunda para sermos mais receptivos ao nosso interior e também ao nosso entorno.
  • As mensagens que a intuição costuma nos enviar são, às vezes, bastante complexas: sensações, formas, palavras… Temos que saber interpretá-las. Quanto mais liberdade damos à mente, sem preconceitos e barreiras, mais nossa intuição aflorará.

A inteligência intuitiva pode ser treinada a cada dia; sempre e quando nos permitamos ser mais livres de pensamento e também receptivos a nossas emoções. A intuição não é só uma coisa de mulheres. Todos os seres humanos dispõem dessas rajadas de luz mental; dessas sensações do coração que nos guiam para uma opção muito mais concreta e, no fim, muito mais acertada. Vale a pena nos deixar guiar por elas, por essa linguagem tão especial…

CONFIRA TAMBÉM

Aprenda sobre meditação e confira diferentes formas de meditar – Se você não consegue fazer meditação ou não acha que tem paciência para meditar, conheça algumas técnicas que vão facilitar sua vida!

Como alcançar o crescimento espiritual? – O crescimento espiritual vem apenas quando nos esforçamos para encontrar um caminho melhor de ser humano, como nossas falhas e acertos.

Aprenda com o Feng Shui, como utilizar metais para atrair prosperidade – No Feng Shui, o elemento metal é frequentemente associado ao afastamento de energias negativas que causam problemas financeiros e de saúde. Entretanto, este elemento pode também pode ser amplamente utilizado para a atração da riqueza e da prosperidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.